Rua de Mão Única

"Para os grandes, as obras acabadas têm peso mais leve que aqueles fragmentos nos quais o trabalho se estira através de sua vida" - Walter Benjamin

quinta-feira, junho 01, 2006

 
Intentos , José Bedia

Tijolos, areia e cimento

Após colocar a última telha, não houve festa nem aplausos, apenas uma sensação de dever cumprido; sem motivos para comemorar, desceu do telhado, despachou os ajudantes, e, lavando as mãos, mandou o filho mais novo, Hermes, chamar Saudade. O menino franziu a testa Ora, eles não estavam separados? Reticente, baixou a cabeça, esperando uma contra-ordem; ouviu, tão somente, uma voz rouca sussurrando Vai, diz pra ela… Antes de sumir rua afora, ainda pode vê-lo acender o cigarro e apagar o fósforo em um movimento todo particular; seus dedos, bem diferentes dos dedos calejados de um pedreiro, agora eram longos, finos, polidos, estranhamente nervosos.

(do livro "Perambulando pelo caos" - série - amores # 19)

Comments:
Cláudio, a cada leitura de teus textos sempre uma grata surpresa. Qualidade, lirismo, um amargo quase doce permeando as palavras. Coisa rara, meu caro, coisa rara!

Saudações
 
Os brutos se suavizam em atmosfera propícia.
Abraços pra ti
 
As interpretações que podem surgir de cada texto teu são um ponto forte de teu escrito!!! Algo muito bom creio eu!!! Admiro tuas obras!

Um grande abraço,
Aerodrama.
 
Imagino o bater do coração do menino: ir chamar a mãe, a pedido do pai. Do zeloso pai - colocou até telhas na morada da Saudade!!! Não deve mesmo ser nada fácil viver apartado de Saudade. 1 abraço.
 
Ah... amor de verdade a gente nunca esquece... só guarda... lá junto da saudade!
 
, texto peculiar. li diversas vezes e a cada leitura me deparo com um facto novo.
chamar a saudade...

|abraços meus|
 
Minha percepção passou perto da do Pardim, embora deixei passar alguma coisa que se transformou em lacuna. Não se preocupe, me passa isso às vezes. É falta de atenção mesmo. rs
abçs
Ilidio
 
somos sempre meninos diante de algumas coisas...de uma nova criação nossa, de uma nova criatura e de velhas saudades...
um beijo
 
Estranhamente belo...
Bjos
 
Seus contos são marcantes...
 
é mesmo um marco, colocar a ultima telha no telhado...
é uma sensação de dever cumprido,
ainda que não tenhamos nada a comemorar...

adorei esse texto...

um beijo querido
 
ótimo texto Claudio! Como sempre eles são profundos e mexem com a nossa emoção..
Obrigada pela ida lá no orkut!
Essa palavra " saudade" diz tudo...
No mais cheguei há pouco do RJ e de volta a terra da luz venho logo aqui..rs
Lá no RJ visitei as favelas rocinha e vidigal...digo o seguinte: Meu Deus om que é aquilo lá???
Talvez se eu voltar com o blog um dia aborde essas temáticas sociais e outras..por enquanto estou no exilio!!!!
Bj
 
mto bommmm bj laura
 
Sei que cada leitura é única, mas ao fazer esse paralelo entre o novo e o velho, o jovem e o experiente, tocou-me.
Como sempre, encanta-me.
Beijos!
 
Tu multisignificas a linguagem...adoro isso. Belíssimo texto! Milhares de sensações caro amigo.
 
Gostei, gostei.
Isso nem é mais novidade.
;)
 
Postar um comentário

<< Home

hisTórico

08.28.2005   09.04.2005   09.11.2005   09.18.2005   09.25.2005   10.02.2005   10.09.2005   10.16.2005   10.23.2005   11.20.2005   11.27.2005   12.04.2005   12.11.2005   12.18.2005   01.29.2006   02.05.2006   02.12.2006   02.19.2006   02.26.2006   03.05.2006   03.12.2006   03.19.2006   03.26.2006   04.02.2006   04.09.2006   04.16.2006   04.23.2006   04.30.2006   05.07.2006   05.14.2006   05.21.2006   05.28.2006   06.04.2006   06.11.2006   06.18.2006   06.25.2006   07.02.2006   07.16.2006   07.23.2006   07.30.2006   08.06.2006   08.13.2006   08.27.2006   09.10.2006   09.17.2006   09.24.2006   10.01.2006   10.15.2006   10.22.2006   10.29.2006   11.26.2006   12.17.2006   01.28.2007   02.04.2007   02.11.2007   02.18.2007   02.25.2007   03.11.2007   05.18.2008   07.06.2008   08.31.2008   10.19.2008   12.14.2008   02.01.2009   02.15.2009   02.22.2009   03.08.2009   03.29.2009   04.19.2009   04.26.2009   05.31.2009   06.21.2009   08.09.2009   12.20.2009   01.31.2010   05.09.2010   05.16.2010   06.27.2010   02.06.2011   06.05.2011   08.14.2011   08.28.2011   04.29.2012   12.02.2012   04.21.2013   09.22.2013  

pUbliCaçÕes

Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº30
Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº31
Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº32

aRtiGos

Usina de Letras
fotoclube F/508
Cronópios

OuTros imPosTos

Alê
Algaravária
Alexandre Costa
Ana Baggio
Arruda
Carlos Besen
Carpinejar
Celso Boaventura
Chloè
Cláudio B. Carlos
Claudinei Vieira
Cronópios
Dioneide Costa
Edilson Pantoja
Eduardo Baszczyn
Eduardo Oliveira
EscritorasSuicidas
Estulticia
Elidio Soares
Elisa Andrade Buzzo
Hermes Bernadi
Ivã Coelho
Larissa Marques
Marcelino Freire
Marcos Pardim
Marilena
Menalton Braff
Mim
Nandi
Natércia Pontes
Nilto Maciel
Nirton Venancio
Pedro Paulo Pan
Pedro Paulo Pan
Projeto Identidade
Rubens da Cunha
Tudo Lorota
Valéria
Whisner Fraga
eXTReMe Tracker Divulgue o seu blog! Site Meter

This page is powered by Blogger. Isn't yours?