Rua de Mão Única

"Para os grandes, as obras acabadas têm peso mais leve que aqueles fragmentos nos quais o trabalho se estira através de sua vida" - Walter Benjamin

sexta-feira, julho 21, 2006

 
Wheatfields under Thunderclouds - Vincent Van Gogh

Nada de mais, nada de mal

Após percorrer milhares de quilômetros, estacionou o carro. Jamais havia se perdido; não, muito estranho… Consultou novamente o mapa. Tudo certo, tudo em seu devido lugar. Onde, então? Uma cidade não desaparece no ar. Olhou praquela imensidão de terra. Loucura? Ora, só veio porque ela lhe chamou. E agora nem sinal de vida humana. Nenhuma construção, nenhum sol, nenhuma lua. Nada. O pior é que se aproximava um temporal. Conferiu o combustível. Seria suficiente? E essa voz tamborilando na cabeça? De onde teria arrancado tal pensamento? Acelerou o automóvel. Quanto ainda?

(do livro "Perambulando pelo caos" - série - amores # 23)



Comments:
dependendo dos "fantasmas", independe. quer seja o desconhecido, o novo, a aventura ou a casa velha, não há mesmo desistência possível em alguns casos. sinceramente, que não seja esse. 1 abraço
 
, o desconhecido. e está num ponto ou vai até o desconhecido ou volta tudo ao normal. arriscar ou retroceder...? não há mapas que indiquem...

|abraços meus|
 
Você acabou de descrever um dos meus piores pesadelos, sabia?
Afeeee!

Beijos.
 
Parou no meio do mundo desconstruido."-Era o paraíso!!", diria.

sempre perfeitas suas palavras, moço. abraço
 
ah, estava com saudade...
achei que tinha feito como o Ilídio, ido à Passárgada...rs, se bem que ele foi para uma Pássargada pessoal...mas são férias, me lembrei que se não me falhe a memória é professor ( rs...eu também, se bem que sem lecionar) adorei que voltou.

quanto ao texto...acho que nos enganamos por vezes, mesmo tendo a certeza de estar, absolutamente certos...
As vezes, voltar é preciso...

beijo no coração.
 
Boa noite Claudio!!

Texto delicado e profundo!! Adorei..
"essa voz tamborilando na cabeça? De onde teria arrancado tal pensamento?"

Claudio, Claudio...vc, vc..rs

Definiria como insistente na arte do pensar sobre coisas concretas!!
Abraços
 
Ela, que chamou, parece uma força própria do narrador, que se desfaz quando ele percebe que a mesma não existe concretamente em cidade ou espécies humanas... pensei nisso. Um beijo!
 
Cláudio, texto essencial, direto, profundo. Para ser lido e depois mais outras leituras tamanha a sua densidade. Abraços.
 
"Continuar na mesma pista ou desistir e retornar para a velha casa?"
a velha pergunta q todos s fazem diariamente!
 
Encontraria o que ali?
um amor? seria um equívoco?
ainda dá para fazer a volta.
bj laura
 
Às vezes precisamos nos perder para nos libertar.
 
Tolstoi disse que é no nosso coração que mora o começo e o fim de todas as coisas... estas viagens dentro de nós mesmos em que as estradas são tão mais enigmáticas quanto maior é nosso medo de encontrar... ou não.
um beijo. gostei demais deste texto...embora possa te-lo lido de uma maneira mais minha que tua...sei lá...
 
Loucura por demais assaz para romper limites, fronteiras e infinitudes.

Abçs
 
Quantas vezes nos perguntamos se não estão dentro de nós as paisagens exteriores. Quantas vezes me deparo com quadros de Van Gogh, com poemas de Quintana e os tomo como meus, talvez porque o que nos toca é a essência humana, comum a todos nós.
 
Postar um comentário

<< Home

hisTórico

08.28.2005   09.04.2005   09.11.2005   09.18.2005   09.25.2005   10.02.2005   10.09.2005   10.16.2005   10.23.2005   11.20.2005   11.27.2005   12.04.2005   12.11.2005   12.18.2005   01.29.2006   02.05.2006   02.12.2006   02.19.2006   02.26.2006   03.05.2006   03.12.2006   03.19.2006   03.26.2006   04.02.2006   04.09.2006   04.16.2006   04.23.2006   04.30.2006   05.07.2006   05.14.2006   05.21.2006   05.28.2006   06.04.2006   06.11.2006   06.18.2006   06.25.2006   07.02.2006   07.16.2006   07.23.2006   07.30.2006   08.06.2006   08.13.2006   08.27.2006   09.10.2006   09.17.2006   09.24.2006   10.01.2006   10.15.2006   10.22.2006   10.29.2006   11.26.2006   12.17.2006   01.28.2007   02.04.2007   02.11.2007   02.18.2007   02.25.2007   03.11.2007   05.18.2008   07.06.2008   08.31.2008   10.19.2008   12.14.2008   02.01.2009   02.15.2009   02.22.2009   03.08.2009   03.29.2009   04.19.2009   04.26.2009   05.31.2009   06.21.2009   08.09.2009   12.20.2009   01.31.2010   05.09.2010   05.16.2010   06.27.2010   02.06.2011   06.05.2011   08.14.2011   08.28.2011   04.29.2012   12.02.2012   04.21.2013   09.22.2013  

pUbliCaçÕes

Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº30
Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº31
Literatura - Revista do Escritor Brasileiro - nº32

aRtiGos

Usina de Letras
fotoclube F/508
Cronópios

OuTros imPosTos

Alê
Algaravária
Alexandre Costa
Ana Baggio
Arruda
Carlos Besen
Carpinejar
Celso Boaventura
Chloè
Cláudio B. Carlos
Claudinei Vieira
Cronópios
Dioneide Costa
Edilson Pantoja
Eduardo Baszczyn
Eduardo Oliveira
EscritorasSuicidas
Estulticia
Elidio Soares
Elisa Andrade Buzzo
Hermes Bernadi
Ivã Coelho
Larissa Marques
Marcelino Freire
Marcos Pardim
Marilena
Menalton Braff
Mim
Nandi
Natércia Pontes
Nilto Maciel
Nirton Venancio
Pedro Paulo Pan
Pedro Paulo Pan
Projeto Identidade
Rubens da Cunha
Tudo Lorota
Valéria
Whisner Fraga
eXTReMe Tracker Divulgue o seu blog! Site Meter

This page is powered by Blogger. Isn't yours?